Pesquisar nas cartas

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Esperança e fé sempre!


Bom dia, flores do dia!

E como foi o fim de semana?
O meu foi corrido, não descansei como queria mas foi por uma boa causa!
Passei o sábado ajudando minha cunhada na mudança dela.
Acabei de chegar da 2ª consulta com meu novo médico. Vou chamá-lo de Dr. V para ficar mais fácil pra mim e pra vcs tb...

Mencionei outro dia que havia começado um tratamento (que não deu certo) em uma outra Clínica e por isso resolvemos procurar outra orientação, certo?!
Então, hoje levamos quase todos os exames que Dr. V pediu na 1ª consulta, faltou o tal do cariótipo... Esse só sai dia 19/06. Inclusive, levamos as ecos que fiz na 1ª clínica... Graças a Deus, tudo certo nos exames de sangue, nos exames do marido! Muitos peixinhos!!! Ebaaaaaaa!
Quanto a mim, Dr. V pediu para que eu repetisse a histerossalpingografia... :(
Pois é, também só pensei na dor que vou passar novamente... Mas aí, pensei... P...! Eu vou ter parto natural!!! Moleza!!! #sqn... Já até marquei: 31/05 tô lá!
Além, desse exame aí, estou com falta de vitamina D. Pediu pra eu pegar sol.
Cara, eu detesto pegar sol, não fico bronzeada, fico vermelha...As mulheres da minha família materna vão ficando cheias de manchinhas à medida que vão envelhecendo, daí esse meu pavor de tomar sol...

Mas, pelo filhote, let's go!

O doctor também achou a produção de folículos baixa...Ele já tinha nos alertado quanto a isso na 1ª consulta...
Eu fiquei feliz pelo marido, tudo certinho com ele. Obrigada Deus!
Mas deu uma deprê básica por causa da produção de óvulos e tals... Entrei no carro com vontade de chorar...
Só que aí lembrei que o que mais me afligiu nesse últimos meses foi a falta de informação... Então, pra resolver os problemas nada melhor do que um diagnóstico adequado, néam?!!!
Chorar pra quê? Pra chegar no trabalho com a cara inchada???? Não mesmooooo!!! E a promessa de enfrentar os obstáculos com alegria????

E marido, alí do lado, dirigindo e falando com otimismo das próximas etapas????
Ounnnnn... Amo demais!
Então, a estrada é longa mas o caminho não precisa ser deserto nem espinhoso!
Flores na nossa jornada e fé, muita  fé acima de tudo!

Depois do exame, venho contar como foi!

Beijos

quarta-feira, 22 de maio de 2013

A tal da ansiedade


Bom dia, flores!

Hoje, gostaria de começar a nossa conversa falando sobre a ansiedade e esperança que tive nesse mês de maio...
Como sabem, sou católica, e esse mês de maio rezamos muito para Nossa Mãezinha do Céu, por ser o mês das mães e o mês dedicado a Maria!!!

Aqui em Brasília, é nesse mês que começa a fazer um friozinho mas ainda temos os parques e avenidas verdes e floridos, antes de chegar a seca junto com o frio, digamos mais "rigoroso" (nada abaixo de 12 ou 13º). Digamos que seja um outono suave, já que aqui, como em todo o país, não sentimos muito a diferença entre as quatro estações. Ou faz frio ou faz calor... Por isso, os dias são lindos e não há motivo para descrença e tristeza, certo?!!!
Rezei muito nesse mês, primeiro porque achei que comemoraria o dia das mães não só como filha e neta mas como mãe! Caso a IA tivesse dado certo, eu estaria com mais ou menos 6 semanas... Não foi dessa vez!!! Em segundo lugar, eu resolvi que iria levar esses tropeços, no meio do caminho, apenas como leves paradas... Sempre há um novo começo, quando há amor e vontade, né não?! #nodrama

Foi aí que andei pesquisando por aqui sobre tratamentos alternativos para combater a ansiedade e resolvemos fazer acupuntura... Eu e marido!
Gente!!! Para tudo!!! Eu nunca pensei que fosse tão relaxante... Até o intestino que andava meio preguiçoso, voltou ao ritmo de sempre...rs

Descobri também que, depois de todo esse tempo, eu não estava fazendo o dever de casa, como deveria...
Alimentação totalmente esculhambada, sedentarismo e, pasmem, eu não sabia contar o meu período fértil!!! #todasgritabemalto

Eu sei, eu sei... completamente avoada desinformação é meu nome!!
Vamos então, começar do começo?
NOW!

Desejo a vocês, tentantes e mamães, uma semana cheia de tranquilidade e amor!
Bjos <3




quinta-feira, 16 de maio de 2013

Estou cantante hoje!



Bom dia meninas, 

Como estão?

E como diz o ditado: quem canta seus males espanta!
A pessoa aqui tem uma voz fininha, quase de criança - daquelas que atende o telefone e do outro lado perguntam se tem adulto em casa - Oh Lord!
Marido adora quando eu canto no banho #sqn

Antes mesmo de ser tema de novela, eu já pensava muito no amor que tenho pelo meu filho, que ainda nem está no meu ventre, quando ouvia essa música! Acho que tem tanta doçura nela!!!
Já te amo de janeiro a janeiro, filho!!!

Fiquem com Deus!

Bjos em todas <3

terça-feira, 14 de maio de 2013

Reprodução Assistida em Israel


Bom diaaaa!

Hoje, ao me arrumar para o trabalho, estava passando no Bom Dia Brasil uma reportagem sobre reprodução assistida em Israel. E, lógico, que eu cheguei atrasada no trabalho por conta disso...
Foi a última reportagem e eu não podia perder!!!

A informação mais legal, entre tantas, foi a de que lá o governo subsidia integralmente o tratamento de fertilização in vitro para até dois filhos por mulher!!! Por questões políticas e principalmente, lá infertilidade é considerada caso de saúde pública, portanto o serviço deve ser prestado pelo governo. Ó que bacana!!! 

E foi aí que pensei, caramba mas aqui no Brasil também, temos esse tipo de serviço em alguns hospitais públicos. 
Aqui em Brasília, o tratamento é oferecido no Hospital Regional da Asa Sul - HRAS e há uma longa fila de espera. O processo sempre é iniciado pelo Centro de Saúde nas cidades-satélites (como são chamados os bairros, por aqui) no qual a paciente já faz acompanhamento ginecológico. O médico faz a indicação de ajuda especializada e no HRAS é onde se realiza o tratamento. 

O atendimento em São Paulo é oferecido no Hospital Pérola Byington e pelo site oficial você pode saber a quantas anda a fila de espera. Bom né?! 
Fazendo uma pesquisa rápida, vi nesse blog aqui, uma lista bem completa dos principais centros de reprodução humana com atendimento pelo SUS.

Bom, mas o mais importante, foi ver que atualmente esse serviço é prestado a casais que não tem recursos financeiros mas tem muito amor e sonhos de uma família completa!

Eu fiquei feliz com a reportagem e o meu dia ficou mais bonito!
Pra quem não viu, fica a dica!

Beijos 










segunda-feira, 13 de maio de 2013


Happy Mother's Day!!!

Olá meninas,

É tanta coisa pra falar, pra desabafar, mas hoje eu só queria dizer que desejo a todas as mamães (tentantes e as já abençoadas com a maternidade) um lindo dia, mesmo atrasado! Todo dia é dia!

Desejo saúde, amor e muita tranquilidade!
Espero que, ano que vem, eu também seja protagonista desse dia!

Um grande beijo em todas!

O início

Como tudo começou...

Eu meu amor nos conhecemos na época da faculdade, estudamos no mesmo local mas não nos conhecemos lá. No ano que passei no vestibular ele já estava formando.

Nos conhecemos pela internet e passamos muitos meses trocando mensagens no celular (mesmo morando na mesma cidade), descobrimos que nossas famílias se conheciam e até mesmo o pai dele já havia sido chefe da minha tia...

Eu tomei a iniciativa de marcar um encontro e arriscar... Eu sentia que ele seria doce e honesto como deixava transparecer nas nossas conversas virtuais. Não me enganei quanto a isso!

Desde o primeiro encontro, não paramos mais de sair juntos, ainda assim foi só no terceiro encontro que aconteceu o primeiro beijo e começamos a namorar. Combinamos que esse seria o nosso segredo de casal, jamais contaríamos para alguém que nos conhecemos na internet... Agora vocês sabem!!! rs

Sempre que perguntam, nós nos limitamos a falar que foi na faculdade, ponto.

E lá se vão 10 anos de relacionamento, completados agora em abril!
Desses, 4 anos de namoro, 6 anos de casamento, agora em dezembro completaremos 7 anos de muita cumplicidade, amor e parceria!!! Obrigada Deus!

Quando casamos, em 2006, confesso que não pensava muito na maternidade, tinha acabado de me formar, estava ainda sem posição no mercado de trabalho e meu marido, que sempre teve um emprego legal, segurava a onda direitinho.
Resolvemos que eu iria priorizar a profissão antes de termos filhos.

Não fui criada para ser dona de casa! Meus pais sempre trabalharam fora e lutaram muito para proporcionar uma boa educação pra mim e minha irmã. Sentia, além das minhas vontades, que não poderia decepcioná-los! E assim o fiz!

Moramos em Brasília, e aqui é a cidade dos serviços públicos, todo mundo faz concurso e eu entrei para esse time em 2010.

Nesse mesmo ano, comecei a prestar mais atenção em mulheres grávidas na rua, morrer de amores pelos filhos das amigas e parentes e minha vó, já bastante debilitada, sempre me perguntava quando eu iria dar um bisnetinho para ela!

******Aqui, faço uma breve colocação: esse pedido da minha vó materna era muito especial e me sensibilizou bastante porque eu fui criada por ela. Enquanto minha mãe estava no trabalho, eu passava o dia inteiro na casa deles (meus avós e meus pais moravam na mesma rua). E apesar, de ela ter muitos bisnetos, filhos dos meus outros primos, nossa ligação era extremamente forte! E eu sempre buscava atender seus pedidos! Quem foi criado perto dos avós sabe o que significa essa relação!!! Mas, infelizmente, minha vó faleceu no final desse mesmo ano e eu sonhei muitas vezes com ela falando sobre isso!********

No começo, tive que enfrentar a resistência de marido para parar de tomar a pílula. Ainda não estava estabilizada no emprego e morávamos num apartamento muito pequeno, seria difícil acomodar o bebê naquele espaço.
Mas Deus me deu força para esperar e no começo de 2011 ele começou a achar que já era a hora de ser papai!
Mudamos para um lugar maior e eu passei num concurso bem melhor que o anterior. Foi Deus organizando a nossa vida para a chegada do nosso grande sonho!

No começo de 2012, procuramos ajuda médica para saber se estava tudo certo. Fomos liberados para as tentativas e tínhamos 1 ano para engravidar, caso não desse certo, voltaríamos para ver o que estava atrapalhando.
E assim fizemos, o ano de 2012, foi de muita expectativa, ansiedade (essa nunca me abandonou) e todos aqueles sentimentos que permeiam essa espera.

Não conseguimos.

Procuramos ajuda especializada, muito bem indicada por sinal, mas agora, em maio de 2013, depois de 2 namoros programados e uma Inseminação Intra-uterina, o ninho ainda está vazio...

Resolvemos mudar de médico, e estamos esperançosos que a D. Cegonha finalmente realize a nosso pedido!
Deus já abençoou!

Peço a Nosso Senhor Jesus Cristo que frutifique o meu ventre e envie logo nosso presente especial!!!

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Apresentação para a D. Cegonha

Cara Cegonha,

Como vai?
Eu me chamo Maria, sou casada, realizada profissionalmente, balzaquiana e há algum tempo tenho pensado em uma maneira de te fazer este pedido mais que especial, o grande sonho da minha vida e do meu amor: nosso filhote.
Eu tenho visto que você tem andado muito atarefada, então resolvi entrar em contato para lembrá-la que estamos prontos, cheios de amor e acreditando que Nosso Senhor Jesus já autorizou a entrega!

Sei da quantidade de entrega que você tem agendada aí pra fazer, pensando nisso, vou compartilhando as aventuras dessa espera e as cartas (que desejo não sejam muitas) com os amigos que passarem por aqui.

Queridos amigos,
Para um primeiro encontro, muito tímido, digo o meu Olá, sejam bem-vindos!
Até a próxima!