Pesquisar nas cartas

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Um abraço, por favor!

Já escrevi algumas vezes por aqui sobre como me comporto ou não quando surgem as perguntas sobre gravidez.

É muito chato mentir, pra falar a verdade eu acho podre...

Mentir sobre o tratamento, pois, resolvemos não contar para absolutamente ninguém, dessa vez... A não ser por aqui...

Mentir ao dizer que "ainda achamos cedo para isso e pensaremos nisso mais pra frente"...

O ruim de não falar a verdade não é só a mentira em si... Deixamos de ser leais com todo mundo, nivelamos por baixo, entende?! Colocamos no mesmo status as pessoas que nos querem bem e se preocupam se estamos felizes com aquelas que não se importam tanto conosco... E isso me incomoda bastante, tanto é que vira e mexe, eu falo disso por aqui.

Ontem, fui perguntada sobre filhos por uma pessoa da família do marido e mais uma vez contei a maior lorota de todas... Que estamos evitamos a gravidez, por enquanto O.o... Vejam só????? Como eu tive coragem de falar isso??? I don't know! E acho que ela não entendeu a minha cara vermelha!

Então, como lidar com isso?
Não faço a mínima ideia...
Estou tentando montar estratégias de desvio quando sentir que a conversa vai descambar pra esse lado... Nem sempre isso é possível.

Aí você, cara leitora, me pergunta: Por que não fala a verdade, então?

Porque já fizemos isso, e foi muito pior...

Vira um bolo de gente sofrendo contigo... Questionando, perguntando, querendo saber por que isso ou aquilo... Oferecendo ideias mirabolantes para você engravidar mais rápido...

Essa nossa vida de fivete é um mar de conflitos... Deu pra perceber, não é?!

Eu queria mesmo era poder falar sem ser ter que explicar... #loca loca loca

É assim ó: Eu queria falar, chorar, desabafar... Sem ser interrompida ou julgada... Sem ter medo de falar tanto sobre isso e não ser chata... Falar sobre essa espera, que é angustiante, que suspende seus outros projetos, que muda o seu humor, seu apetite, sua maneira de se relacionar com as pessoas e com você mesmo...

Eu sei, eu sei, é pra isso que estamos aqui, eu e você... Eu escrevo, você lê, e na maioria das vezes, você continua aí, caladinha, em silêncio e eu nunca saberei o que você acha de todas essas bobeiras de tentante escritas por aqui... E quando você conversa comigo, é sempre pra dizer palavaras de conforto e carinho!

Muito, muito, muito obrigada, mesmo!

Mas hoje, eu queria de verdade, um abraço de quem me entende!

20 comentários:

  1. Oi. Olha eu te entendo, pois passo por isso. Mas não contei para ninguém que estamos em tratamento, nem para minha mãe. Sofro menos com isso, não suporto a cara de dó das pessoas que sabem que tentamos um bebe e ele ainda não veio. Se souberem do tratamento e não der certo, imagina só. Me basta a minha frustração e expectativa, não quero lidar com a dos outros. Então não conta e relaxa, faz parte de ser fivete viver em segredo, rsrsrs. Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa!
    Eu também não contei pra ninguém! Nem pra minha mãe... apesar dela perguntar sempre por isto...

    Não gosto mas preciso!

    Que o seu tratamento seja um sucesso! Deus abençoe!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Deus esta com vc em breve o choro se tornara em alegria e eu acho bom se preservar
    Quando contei q queria engravidar mt cobranças chatas conversas desnecessárias surgiram por conta do tempo um bj estamos com vc orando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naine,

      Obrigada pelas orações!
      Precisamos muito!

      Bjos em vcs!

      Excluir
  4. Preservar-se... Paciência... E calma. Eu escrevi uma vez em um outro blog, creio que esse nome, Deus, independente da fé, mas sempre nos respeitando, nos pôs a todos para alguma função. Algumas coisas busco entender, outras eu relevo para não enlouquecer. Aprendi que temos de relaxar, mente positiva. As vezes, é um aprendizado diário... Pensar, refletir e preservar-se. Por agora, iremos orar por vcs como família. Algumas pessoas podem me dizer "Ah, Jorge, vc fala isso porque espera por um filho", mas eu respondo, "as coisas poderiam não ser assim, e eu não perderia a fé". Luz e paz. E um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge,
      Vc conseguir visualizar a palavra que eu nem tinha pensado, mas havia sentido: preservação.
      E é justamente daí que nasce toda essa nossa fase, que necessita de calma e paciência, e acima de tudo fé!

      Obrigada pelas palavras...
      Adorei o seu blog!

      Bjos

      Excluir
    2. Preservar "roubei" da Naine hehehe agradeça à ela ;)
      bjs

      Excluir
  5. Ownnn! Receba o meu abraço, mesmo que a gente não se conheça, mesmo que eu não esteja passando pelo mesmo que você... Imagino o turbilhão de pensamentos na tua cabeça quando alguém pergunta sobre gravidez. Por isso acho que é chato ficar falando pra todo mundo que tá tentando, a pressão se torna maior. Ninguém aqui tem o direito de te dizer o que fazer, mas é sempre bom ouvir opiniões, né? Pq vc não fala que estão "pensando no assunto"? Isso já é um bom calmante pra quem pergunta e você não está necessariamente mentindo, né? Eu passei 2 anos de casada dizendo sempre que não era a hora de ter filho ainda, que estávamos evitando e todo mundo parece que cobrava ainda mais. Mas agora mudei a minha estratégia e tô dizendo isso, que estamos pensando e quem sabe em breve não teremos um filho? Isso diminuiu bastante as ladainhas que eu ouvia, apesar de não estarmos tentando ainda (por enquanto tô só na vontade).
    E, claro, esses nossos espacinhos na internet servem mesmo pra isso, pra gente desabafar e chorar e ouvir coisas boas de quem nem nos conhece de verdade, mas se solidariza com a gente! Quando quiser sorrir conosco, sorria, mas também fique à vontade pra ficar triste ou chorar. Força, querida!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Talita... A gente não se viu pessoalmente, mas a vcs já me conhecem mais que muita gente próxima, viu?!
      É por aqui que a gente se mostra por inteiro e consegue ficar mais leve para passar por esses desafios da vida...

      Eu espero que você venha logo pra próxima fase, e que essa fase tentante seja breve e sem percalços!

      Bjosss

      Excluir
  6. Eu te entendo bem e vivo na pele esse mesmo drama. Resolvi manter em segredo a minha história de infertilidade para familiares e amigos. Não queria criar neles nenhuma expectativa e ao mesmo tempo não queria que eles me enchessem de perguntas e "sugestões" inconvenientes. Sempre que qualquer um deles vem questionar sobre quando pretendemos ter filhos eu desconverso dizendo que terei filhos assim que Deus quiser e que no momento provavelmente não é melhor hora. Eu e marido trabalhamos muito e não temos com quem deixar nosso filho(a) depois que encerrar a licença maternidade, talvez no próximo ano, ou quem sabe quando voltarmos um dia a morar em nossa terra natal mais juntinho da família. Tenho dado essa mesma desculpa a anos e acredito que todos já começam a desconfiar que tem algo errado conosco, mesmo assim não tive coragem de abrir o jogo de vez com eles. Como vc várias vezes precisei ser abraçada por pessoas que vivem o mesmo drama que eu e por isso mesmo sinta-se fortemente abraçada por mim!!! Bjos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ly,

      Essa coisa de ficar arranjando desculpa não tem criatividade que dê jeito! Menina, chega uma hora que você se atropela toda para cobrir a outra conversa fiada... E mais essa preocupação nos consome...

      Mas a gente aguenta!
      Conseguiremos muito em breve, tenho absoluta certeza disso!

      Bj forte

      Excluir
  7. Concordo em gênero, número e grau!
    Não tem um final de semana que a minha mãe não toca no assunto e agora até a sogra resolver fazer perguntinhas relacionadas ao assunto.. imagina se eu tivese contato? E pior ainda.. imagina se elas sonham que o marido tem "problema", ai sim seria de doer a alma.
    As poucas pessoas que sabem das nossas tentativas são pessoas que nos dão muita força e não nos cobram nadinha!

    Se Deus quiser, ainda esse ano nosso biscoito vem :D

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Bárbara! Sua mãe vai ficar super feliz quando o biscoito chegar, né?!!! A minha tb!

      E desejo que essas pessoas que te apoiam, estejam sempre ao teu lado! O bom da vida é isso!

      Bj

      Excluir
  8. Eu te entendo? Acho que sim, um bocadinho. Então vamo se abraçar, vamo?
    Ainda essa semana minha mãe me perguntou como estava a saúde, se eu não estava enjoando... WTF! Ela não sabe que estamos tentando! Disse que não era pra guardar segredo pra ela quando acontecesse. Deu vontade de contar tudo, e pedir colo, e pedir pra ela rezar por mim, mas eu não posso! Se ela já está ansiosa assim, imagina se eu conto... É melhor. É melhor guardar só com a gente e espalhar só a boa nova,
    Um beijo, querida. Se segura aí, que tá perto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos sim!

      Nana, a minha mãe sempre liga nas horas mais importantes, na hora da medicação ou algum ultrassom... Eu fico impressionada!
      Quando fiz a primeira FIV, teve uma festa de família da casa da minha vó e ela estava tão cheia de cuidados comigo... Minha prima (que sabia) até me perguntou se eu tinha contado, pela forma como minha mãe estava... Não saía de perto de mim! Deu aquela vontade de agradecer e falar o que estava acontecendo mas achei melhor esperar... Ainda bem! Menos um sofrimento no mundo!

      Quando chegar a hora, vai ser muita festa, a minha e a tua!

      Bj

      Excluir
  9. ``Ola!!! eu sei bem o que vc está falando quando não quer ninguem sabendo do seu, tratamento é o sofrimento que só nos tentante saber então é melhor ficamos em silêncio .Mais nos estamos nesse pequeno cantinho para podermos troca experiência das nossa tentativas.desde de já sinta se abrasada por mim e vamos a luta pelo nosso sonho.


    eneide (neide_eneida@hotmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neide,

      Obrigada pelo carinho e pelo abraço!
      Essa luta fica mais leve porque estamos juntas, nos consolando!

      Bjos

      Excluir
  10. Oi Flor
    Eu não sei o que vc está sentindo, nao vivo a mesma realidade, mas compartilho do mesmo sonho, ser mãe.
    E por isso, recebo os mesmos questionamentos, e os mesmos dramas, mas me limito a dizer que espero a vontade de Deus.
    Estamos aqui para dar apoio uma a outra, por isso, hoje, lhe dou o forte abraço.
    Bjus***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O abraço de cada uma de vcs me conforta muito!
      Obrigada por tanto carinho, Tha!

      Bj

      Excluir
  11. Minha linda apesar de ser muito bom sermos anonimas por aqui, nesses momentos em que leio um post assim, como o seu e que me toca o coração de forma tão profunda, sinto uma vontade enorme de não ser apenas mais uma entre tantas sabe, mas de ser essa "Amiga Real" que vc tanto deseja, só para ouvir tudo e depois devolver em silêncio as palavras. Um abraço acalma não só o nosso corpo fisico, mais a alma, então receba o meu forte abraço cheio de carinho. Juntas somos mais forte e daqui a algum tempo vamos estar comemorando muitos positivos, eu creio!
    Bjokas no coração....

    http://elomaterno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir