Pesquisar nas cartas

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Mais um ano de vida!!!

E chegou o dia!
Hoje é dia de agradecer a Deus as bênçãos da minha vida!
Obrigada Senhor, por mais um ano de vida!
Obrigada pela busca!
Te agradeço por tudo!
Pela coragem de seguir em frente e recomeçar, quando há obstáculos pela frente!
Obrigada por conhecer tanta gente boa por aqui!
Que me alegra e me incentiva na busca do maior de todos os sonhos: a maternidade!

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Atravessando o Mar Vermelho

No dia 12/11/2013 fui consultar com a Endocrinologista da minha mãe. Isso eu já contei.
Também já falei que foi uma consulta ótima e animadora, principalmente, porque no retorno - com os exames prontos - pudemos conversar melhor a respeito das chances de gravidez natural.
 
Quase todas as taxas hormonais estão dentro da normalidade, a não ser um deles, o TSH (hormônio estimulante da tireóide). Nada demais, segunda a Dra. ME, no entanto, ele está em um nível abaixo do esperado para que a gravidez tenha mais chances de ocorrer. Por isso, me receitou um remédio, com a dosagem mínima, apenas para equilibrar essa parte.
 
Meu exame de curva glicêmica também apresentou uma pequena alteração, por causa disso estou evitando açúcar e seus derivados. Como eu não sou muito fã de doces, está sendo bem fácil viver com essa recomendação.
 
O tratamento com Acupuntura está maravilhoso, tanto é que marido também está fazendo! Legal, né?!
 
Sexta passada, depois de 39 dias do meu primeiro ciclo limpo, menstruei.
Fluxo intenso e rápido! Ligeiro como sempre foi!
De ontem pra hoje desceu aquela sujeirinha de despedida.
No ciclo com indutor, eu ficava com um fiapinho de sangue e borra quase 7 dias! Ninguém merece!
 
 
Estava esperando o novo ciclo para começar a medir a minha TB! Eba!!!
Só que resolvi pular esses dias de mar vermelho e começarei apenas quando tiver com a Mmariazinha em terra firme e limpa! Talvez amanhã!
 
Acho que esse será um ciclo de descobertas, ainda meio sem jeito, sem manha com a medição, com a observação do muco, dos sintomas mais sutis, do humor (ou a falta dele)...
Será um ciclo de autoconhecimento.
E creio que será muito produtivo!
 
Como meus ciclos variam entre 27 a 32 dias, minha acupunturista pediu que eu fizesse um teste de farmácia para que ela pudesse continuar as sessões sem prejuízo do tratamento. Caso eu tivesse grávida, alguns pontos seriam contraindicados.
 
Fiquei calma e fiz na quinta feira, antes da bendita chegar.
Não rufei os tambores, não fiz drama, não chorei, não comentei com o marido que faria o teste (nem antes e nem depois), não deixei o palitinho descansando na pia pra dá uma olhadinha depois do banho, não olhei com lupa...
Nada, nada dessa rotina estressante!
Óbvio que deu negativo né, gente?!
Joguei o palitinho mijado no lixo e fui trabalhar.
 
Mais tarde fui na sessão e a Dra. perguntou:
- Ela: Fez o teste?
- Eu: Fiz! Negativo! (Sorriso amarelo pra combinar)
- Ela: Então, bora trabalhar!
 
Sem melodrama como essa luta deve ser! Não percamos tempo!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Enquanto isso...

Enquanto a gente espera o relógio biológico dar as caras, a gente faz cup cakes... Para o marido, claro! Porque a pessoa aqui está de regime, lembram?
A gente faz suco verde! Opa dilíça!!! Esse pooooode!
E também vai na farmácia comprar uns produtinhos que já devia ter em casa há muito tempo mas a tentante aqui sempre esquecia de comprar...
Geléia Real, o meu remédio que a endocrinologista passou - falarei disso no próximo post, prometo! - e o termômetro.
 
 
Tô animada?
Tô!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Benção das Rosas

Não me lembro quando, mas já escrevi aqui que sou católica e devota de Nossa Senhora de Fátima
E Ela já intercedeu muito por mim em várias ocasiões.
Conversando com uma amiga sobre essa minha devoção, ela me falou sobre Nossa Senhora de Guadalupe e suas intercessões pelas tentantes.
 
Aqui em Brasília tem uma Igreja (que não é a Paróquia que eu frequento) que celebra, todos os dias 12 de cada mês, uma missa em homenagem a Nossa Senhora de Guadalupe, que é a padroeira das gestantes e tentantes.
São distribuídas rosas no começo da Missa, que foi o milagre realizado pela Virgem na sua aparição, pelos voluntários da igreja e levamos a lembrança benta para casa.
A cerimônia é linda e no final há a benção individual pelo Pároco de cada tentante e gestante. 
 
E hoje, é dia de muita oração pela vinda do meu filhote!
 
 
 
 
Oração Pela Graça da Paternidade e da Maternidade através de Maria

 Mãe da Vida, Mãe da Luz que a todos conduz. Mãe dos homens, Senhora da Natividade fazei propícia minha oração a Vosso Filho e Senhor Nosso Jesus Cristo. Intercedei ó Boa Mãe por nós que pedimos a Deus pela graça da paternidade e da maternidade. Reconhecemos Senhor que só Tu és doador da vida, pois é o Senhor dela e pedimos que em sua infinita bondade tome nossos corpos, homem e mulher, como instrumentos da multiplicação da vida sobre a Terra. Senhor, tu dissestes: “Crescei e multiplicai-vos”. Concedi-nos Senhor sermos dignos da vossa palavra e que ela se cumpra entre nós.
Amém!

 

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Borboleta

Mudanças sempre são bem-vindas para entrar num novo ciclo, aqui me refiro de forma ampla, ao ciclo da minha vida. Meu ciclo fisiológico ainda não deu as caras!
 
Sou até gente boa, eu acho! Embora não consiga disfarçar descontentamento e quando alguém me machuca, dificilmente volto a amá-la da mesma forma. O amor não se perde, ele se transforma.
Aconteceu isso entre eu e a minha única irmã (eu sou a caçula). Por motivos que não vem ao caso, nos afastamos, e isso é motivo de muito sofrimento para os meus pais, já foi pra mim também, hoje sinto que o tempo é o melhor conselheiro e nos faz esquecer as desventuras dessa vida.
 
Outro dia, uma tia materna ligou e me disse que a sua vizinha teria contado a ela que eu seria mãe sim, bastaria acalmar meu coração e perdoar quem quer que tivesse me pedido perdão. E só assim, eu finalmente seria mãe.
Daí me pus a pensar...
Deus não colocaria tamanho obstáculo no meu caminho por erros alheios. Isso eu não aceito!
Deus é amor, por que Ele faria da minha penitência do pedido de perdão dos outros?
 
Eu não acredito nisso!
 
E ontem, minha mãe voltou a comentar essa história... Eu quase falei isso que citei acima... Mas guardei essas convicções para mim.
Creio eu que Deus sabe do nosso coração e do nosso sentimento.
 
Já perdoei minha irmã faz tempo, até porque, não fico com sentimentos negativos. Isso sim, trás atraso e doença pra sua vida. Além de ser pura perda de tempo, ter raiva e ressentimento. O sofrimento nesses casos é unilateral e apenas de quem foi magoado.
 
Já tomei a iniciativa de ligar, e ela tomou a iniciativa de me convidar pra ir em sua casa tomar um café, pela primeira vez, depois de quase 8 meses. Não fui, ainda. Quem sabe?
 
No nosso último encontro, na presença dos meus pais, houve muito choro, muita briga e desabafos, muitos desabafos, roupa suja, verdades. De certa forma, a gente se disse tudo o que tinha pra dizer. Foi como vomitar um monstro entalado na garganta.
 
Mesmo sendo um triste episódio da vida familiar, foi bom. Depurou a alma e abriu o coração ferido.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Além das agulhinhas

Há alguns dias atrás eu falei sobre a mudança de médico (outra vez) que queremos fazer. Vocês lembram?
Pois bem, depois da nossa última tentativa, paramos para pensar, refletir e dar uma respirada... Os dias que se passaram foram de muita labuta, ansiedade, fortes emoções.
Durante espera pelo BetaHCG de outubro, li muitos relatos de fivetes positivas, em vários blogs e o que mais me chamava atenção era a forma como o tratamento havia sido conduzido pelas respectivas Clínicas, diferente do meu em muitos aspectos.
 
Por isso, antes da consulta pós FIV negativa, já havíamos decido que a próxima tentativa, caso fosse necessária, só seria feita no começo de 2014, por questões financeiras (vivemos bem mas estávamos preparados para apenas 2 FIV's em 2013) e, principalmente, psicológicas.
Lidar com um processo de reprodução assistida requer muito tutano e coração forte!
 
Um desses blogs que li, era de uma moça aqui de Brasília, a Janaína. Que, a pedido meu e da Carol (Carol não tem blog, apesar de escrever muito bem, começamos a trocar e-mails por causa do blog da Janaína), ela fez um post sobre o tratamento a distância dela em São Paulo. Esse post subsidiou nossa escolha.
 
Eu e marido, ficamos bem animados e resolvemos entrar em contato com o IPGO, o qual já citei várias vezes por aqui.
Antes de receber a resposta de lá, recebi um e-mail da Carol, contando sobre o seu ponto de vista a respeito da Clínica que fizemos tratamento aqui em Brasília, e concordávamos em quase tudo... Fiquei mais aliviada, por incrível que pareça, mas foi como se eu recebesse uma indicação de que nossas suspeitas não eram meros pretextos para responder a um tratamento que não vingou.
 
O retorno do IPGO foi o que faltava para que nós tivéssemos segurança de optar por São Paulo, na próxima tentativa.
Mandei todos os exames que já fiz e agora espero o pedido dos novos antes de marcar nossa primeira consulta.
 
Aí, ontem recomei a Acupuntura!
Gente, eu indico muito!
E mais, agora estou fazendo com uma Especialista em gestação! #podemgritar
 
Nessa primeira consulta+sessão, conversamos bastante e falei da nossa decisão de ir buscar ajuda em SP, e no que ela começou a falar que tem 8 (oito!!!) pacientes em tratamento com o Dr. Arnaldo, e umas 20 com resultado positivo, eu pirei! E mais, conhece o trabalho dele e acompanha todo o processo. Sorrisão de ponta orelha, depois de ter chorado pacas na hora de contar como foi o tratamento anterior.
 
No entanto, o que mais me impressionou foi a sua visão sobre os laboratórios aqui da capital, sem citar nomes e marcas, claro e ético, não só aqui mas ela tb não citou. Ainda perdem muito para os de São Paulo. Isso respondeu muitas dos nossos questionamentos.
 
Enquanto isso, a pergunta (da acupunturista) que me fez ficar rindo à toa: Vamos fazer o tratamento visando uma gravidez natural, enquanto a FIV não começa, caso precise?
 
Preciso responder?!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Doce novembro

Sexta passada comecei a fechar um ciclo, o ciclo da minha vida!
Nesse mês de novembro, completo mais um ano de história pra contar!!!

Por isso, resolvi mudar o layout aqui de casa...

Comentem, caso tenham gostado e se não gostarem também!
Vivemos num mundo de diferenças e adversidades, gosto disso!

Tudo igual é chato!!!

Dia 27!!!Será um lindo dia, pelo menos pra mim!

 

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Vitamina da vida

Muito se fala em alimentos naturais que preparam o corpo e ajudam o organismo a engravidar naturalmente: abacaxi, chia, linhaça, farelo de aveia, gelatina incolor, inhame...E por aí vai...
Confesso que nunca cogitei tomar o famoso chá de inhame para turbinar os treinos... Apesar de nada contra quem o fez/faz. Mas encarar aquela substância gosmenta não faz parte dos meus planos, atualmente.
No entanto, nessa busca de tornar o corpo sadio para a chegada do filhote, reiteradamente se fala em inhame e seus benefícios não só para a fertilidade, mas para o sistema digestivo e imunológico, embelezar a pele, combate a celulite (opa, me convenceu)!!!
Precisava encontrar alguma maneira de consumir esse alimento sem sofrimento, por que né?! Ninguém merece!!!
 
A receita, por favor!
 
Suco de inhame
Ingredientes
  • 1 maçã.
  • 1 limão.
  • 1 inhame pequeno ou metade de um médio da variedade conhecida como japonês ou paulista (veja a foto).
  • Meio litro de água.
  • Se quiser adoçar, use mel ou açúcar mascavo.
Preparo
Esprema o limão, pique o inhame e a maçã.
Bata tudo no liquidificador e sirva com ou sem gelo.
O suco pode ser consumido diariamente.
 
 
 
Bon Appétit!