Pesquisar nas cartas

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Ainda falta 3,7kg

Desde quando comecei a dieta, tenho procurado viver e aprimorar meus costumes alimentares. Não tenho disciplina alguma com academia e sempre que vou lá (sim, eu sou matriculada em uma), tenho que confirmar o meu cadastro porque as recepcionistas acham que sou "aluna nova"... ahahahahaha
Tá! Num é pra rir não! Mas, vamos combinar... Seria cômico se não fosse falta de vergonha na minha cara...
 
Era para emagrecer 8kg, já consegui 4kg e 300g (faço questão dessas 300g) até novembro!
Parei de emagrecer nas festividades do meu aniversário, que foi no final desse mesmo mês... Daí pra frente, é só festa, minha gente! É novena de Natal, é confraternização do trabalho atual e do antigo, das amigas, dos amigos do marido, dos primos, da família do marido, da minha e por aí vai. Até que chega o Ano Novo! Ufa, últimos dias do ano e da comilança!
Desde então, não perdi mais nenhuma grama, mas também não aumentei. Menos mal! Acho que se tivesse seguido direitinho o plano e não derrapasse no final do ano, talvez estivesse mais perto da meta.
 
Quando comecei o regime, eu estava, além de sobrepeso, muito inchada por causa das medicações da IA de abril. Por isso, pessoas que não me viam há um tempinho achavam que eu havia emagrecido demais. Embora, até eu ache isso... Mas nada como tirar uma fotinha e ver que ainda não é hora de entrar na tão sonhada manutenção...Estou em pleno processo de emagrecimento. Naquela fase meio estanque, em que se perde pouco com muito esforço.
 
Tenho tido resultados positivos principalmente pelos novos hábitos com os talheres. Estou impressionada como isso funciona comigo!!! Ainda que não esteja me exercitando como deveria. E preciso começar logo a me mexer, pois a perda de peso acelera muitíssimo com a dupla: alimentação balanceada + atividade física. O que tem me ajudado bastante são blogs/IG de saúde/dieta.
 
Indico muito:
 
O que eu mudei na minha alimentação:
 
- Cortei refrigerante. Esta atitude foi fácil porque é uma bebida que gosto mas não morro de amores... O difícil foi tentar não comprar, pois meu amor não toma água, ele toma Coca-Cola. O estoque aqui de casa continua o mesmo.
Não como mais pão francês. Introduzi de vez os pães integrais na minha vida. No começo foi muito difícil, mas agora sinto falta quando esqueço de comprar.
- Não tomo mais leite e nem derivados, como iogurte e queijo. Essa foi uma sugestão da minha acupunturista. Na primeira semana senti os efeitos, meus dentes ficaram levemente sensíveis mas agora não sinto isso. E quando resolvo tomar um pouquinho de leite, fico cheia de gases, totalmente sem glamour! Substituí por leite de soja, que tomo bem pouquinho e chá, de vários sabores.
- Não como mais arroz, macarrão (a não ser os integrais) e nem batata. Grau de dificuldade muito baixo aqui, nunca fui de ingerir esses alimentos todos os dias nem em grandes quantidades, por isso não fico na fissura quando alguém come essas coisas perto de mim. E é fácil rejeitar quando alguém oferece.
- Nada de frituras. Minha identidade gastronômica é quase toda baseada na culinária nordestina, mais pro Meio-Norte, então é muita comida cozida, e com muito caldo. Diferente dos costumes alimentares do meu marido, que ingere bastante alimento frito em muita gordura... Foi relativamente complicado mudar um pouco isso porque lá em casa quem cozinha é marido (eu até gosto de cozinhar mas não tenho o dom...rs)... Aí já viu! Dá-lhe fritada de tudo!!! Estamos adaptados a dois tipos de prato nas refeições agora, um pra mim e outro pra ele. Marido não precisa de regime, ele é magrinho...;)
- Tomo bastante água, o dia todo. Nunca quantifiquei mas deve ser uns 2,8L (minha garrafinha tem 700ml e tomo umas 4/dia). Sempre gostei de ficar hidratada e isso já era um hábito antigo porque o clima aqui do Planalto Central é cruel com quem não toma água.
- Pequenas refeições de 3 em 3 horas. Gente, essa parte foi difícil pra caramba! Meu Deus! Eu quase desisti por causa disso. Meu trabalho é muito dinâmico e quando estou concentrada em algo me perco nas horas e o tempo vira pó! Só lembrava de comer quando a barriga denunciava o grande vazio!!! E quando eu ía comer, era aquele prato de pedreiro, sabe?! Despertador de celular em ação!!! Usei nos primeiros dias e foi ótimo! Agora, acostumei.
 
Foram mudanças básicas e bem rotineiras mesmo, daquelas que quando você  não faz, sente falta.
 
O próximo passo foi pesquisar sobre ginástica x tratamento, o qual estou prestes a recomeçar. Descobri que não posso fazer musculação e nem corrida, para não comprometer em demasia a musculatura do útero e sobrecarregar os ovários, dois órgãos que serão bem requisitados nos próximos meses... Fiquei até um pouquinho frustrada, juro! Eu já tinha até pensado em usar a ciclovia aqui da minha cidade-satélite (nomenclatura para bairro aqui no DF) como forma de esporte ao ar livre... Já era! 
Outra opção seria fazer hidroginástica mas não gosto de praticar esportes aquáticos, apesar de adorar banhos de rio, mar e piscina... Mas só por lazer, nada de obrigação!
Ainda assim, preciso baixar mais o meu peso, pois já se comprovou que mulheres que estão no seu peso ideal aumentam as taxas de implantação, em termos de FIV, claro. E só conseguirei isso com muito suor, literalmente!!! Posso fazer isso sem grande desgaste físico?  =/
 
Então, só me resta a caminhadinha leve e faceira pela pista de cooper da minha quadra. 

7 comentários:

  1. MMaria, grandes avanços! Parabéns!

    Nossa, essas mudanças na alimentação seria mega difíceis para mim! Deixar de comer pão? Impossível! Hahaha!

    E com doces, você é tranqüila?

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Loroca,
      Graças a Deus, menina... Não tô nem aí pra doce, sabia?!
      Já meu marido... é uma formiga!

      Eu passo muito bem sem açúcar!

      Bjão!

      Excluir
  2. Menina, que ótimo tudo isso! Eu queria ter começado uma dietinha antes de engravidar, mas fazer oq? Tô correndo atrás do prejuízo (pelo menos um pouquinho) agora... rsrs! Continua assim! Vai ser uma mamy sarada! rsrs! Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta, eu tenho uma tendência muita grande pra engordar e foi pensando muito mais na minha saúde durante a gestação... Da última vez que fui na minha endocrinologista, ela me alertou quanto a diabetes gestacional. Então, vamos fechar a boca, né?! Claro que no final isso vai contar muito na estética... Essa parte tb me impulsiona bastante, mesmo não vindo em primeiro lugar.

      E quanto a você, não fica pensando muito nisso não. Toma conta da alimentação e curta muiiiiiiiiiiiiiiito a sua gravidez!!!

      Bj bj

      Excluir
  3. Tô com você! Fiz várias dessas mudancinhas tb! Mas aqui marido tá gordinho e entrou na onda! Ele só não come de jeito nenhum é salada.. rsrs
    Os doces é que são minha perdição, mas to testando várias receitas sem glúten e lactose e com muitas frutas.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Tami, então no seu caso é bem mais legal! Um ajuda o outro!
      E essa questão da salada não tem jeito... Também detesto mas como mesmo assim!

      Com o passar dos dias, a gente acostuma...rs

      Bjossss

      Excluir
  4. Nossa me dá um pouquinho da sua determinação??? A "Determinada" aqui está mais para "Desanimada"... já iniciei várias coisas e não vou adiante... mas amei suas dicas viu, algumas coisas estou até conseguindo ir bem como cortar o refrigerante, as frituras e o pão convencional. Até estou fazendo um jejum de 21 dias sem comer farinha branca e doces...está bem complicado por que amo doces, mas vou levar isso até dia 09/02 não posso furar o meu proposito de fertilidade.
    Parabéns pelo peso eliminado, desse jeito vc vai conseguir alcançar a meta rapidinho...
    Bjokas

    http://elomaterno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir