Pesquisar nas cartas

domingo, 23 de fevereiro de 2014

O começo da vida, com fé em Deus!

Senta que é muita coisa pra contar...
Vamos dar uma volta pelo dia 10 de fevereiro. Nesse dia, meus pais viajaram para a cidade deles e por conta disso cheguei ao trabalho um pouco mais tarde. Mal liguei o computador, meu celular toca e era de São Paulo. IPGO! Nessa altura eu já saberia o número de cor...

A assistente do Dr. me explica que saíram os últimos resultados dos milhares de exames que fiz. E um deles tinha uma alteração. Era a biópsia de endométrio. As alterações foram em relação às Células NK. Vulgarmente falando, essas queridas (NK = natural killer) fazem parte do sistema imunológico e quando estão alteradas significa que não reconhecem alguns corpos no nosso útero, no caso os embriões... Então, há problema na implantação.

Taí a provável causa das falhas na nidação (ou a falta desta) nas outras duas FIV's, né?! - Perguntei.
Pode ser - disse ela.

Fiquei em silêncio por alguns segundos tentando respirar e ela disse: Não te preocupa! Isso é tratável!
Depois de me recompor e me segurar para não chorar (vcs sabem que eu tenho horror de chorar em público) soltei um OK bem fraquinho... Quase que nem mesmo eu pude ouvir...

Ela, muito gentilmente me acalmou e tentou me explicar as formas de tratamento para casos como o meu. Eu, obviamente não prestei muita atenção e pedi que ela me mandasse um e-mail explicando tudo. Sei lá porque eu não conseguia ficar ali escutando aquilo. Eu precisava respirar!

Recebi o e-mail bem rápido - adoro a atenção deles - e finalmente entendi o que deveria fazer...
Devido a essa alteração, terei que tomar corticóide ou um medicamento chamado Imunoglobulina Humana. O primeiro custa R$ 15,00 a caixa, o segundo custa por volta de R$1.000,00. Sim, não escrevi errado. Este remédio custa esse valor mesmo, CADA DOSE!

Caso optemos por usar desse último, que é injetável, foram indicadas 3 doses. Uma antes da transferência, outra com o positivo e a última com 12 semanas.

No sábado, dia 15 de fevereiro, fomos para a consulta de retorno.
Chegamos às 7:45 em SP e ficamos fazendo hora no aeroporto até as 10:00. Tomamos um café reforçado, pois sabíamos que o atendimento poderia demorar.
Às 10:40 estávamos na recepção da Clínica. Levamos um chá de cadeiras daqueles! Fomos atendidos ás 13:00. Mas valeu muito a pena. O Dr. nos tranquilizou, tirou nossas dúvidas e disse que minha alteração não é tão grave... Nos disse que não vê necessidade de tomar a injetável.
Mesmo assim, marido não quer correr risco de tomar um remédio ineficaz. Pelas pesquisas que fizemos, em alguns casos apenas o corticóide não é muito eficiente.

Decidida a estratégia para o tratamento e primeira dose de bloqueio tomada lá mesmo, fomos para o shopping com 3 isopores cheio de medicação de indução e bloqueio.

Almoçamos por lá, compramos uma mini sinuca, que era objeto desejo do marido desde a consulta anterior! ahahaha... Aproveitei e pedi duas sacolas gigantes da loja para esconder a logomarca da Clínica estampada na sacola que estava o isopor... Discrição pra mim é tudo, gente! rs

O nosso vôo de volta estava marcado para 19:45. Mas resolvemos voltar cedo para o Aeroporto porque eu estava com medo de não poder levar a medicação como bagagem de mão por causa da quantidade de agulhas.

E eu estava certa.
Na hora de passar no raio-x, o mocinho da Infraero (ou era da concessionária do aeroporto, nem lembro) perguntou se eu levava agulha na bagagem... Eu disse que sim. Ele pediu para que eu despachasse...

Nessa hora, deu vontade de chorar!
Fiz uma cara de coitada (pensa na cara do gato de botas do SHREK) que fez a outra mocinha querer me ajudar...
Desceu comigo até a Polícia Federal e explicou toda a situação para o Delegado de plantão... Que era medicação hormonal... Que eu precisava levar comigo por causa da refrigeração... Que o vôo era direto, sem escalas... Que o custo do medicamento era caro...
Acabou que o Delega perguntou: Quantas agulhas tá levando? Eu disse: Onze! Ele: Vai em PAZ!!!

Obrigada Jesus! Pensei... Mas agradeci verbalmente o delega mesmo! rs

Chegamos em casa mortos de cansados e só tive coragem mesmo de colocar a medicação na geladeira, tomar aquele banho e desmaiar na cama lá pelas 22:00h.

A outra saga foi esperar a menstruação descer. Olhe! A bicha atrasou uns 3 dias!!! Mas veio. Ontém à tarde, só pra me dar trabalho de marcar a primeira ultra (o que não consegui) e começar a tomar o indutor.
Terei que arriscar um encaixe e pedir até peloamordeDeus uma vaguinha para alguma das Clínicas especializadas... Essa transvaginal seriada é diferente daquela comum, por isso tem que ser feita em Clínica que trabalhe com FIV...

Amanhã começa a vida!

7 comentários:

  1. Boa sorte minha querida! Tudo dará super certo! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Deus está conosco!!!
      Obrigada pelo carinho!

      Bjosss

      Excluir
  2. Respostas
    1. Senti a mesma coisa Jorge!!!
      Foi muita luz naquele momento!

      Bjão

      Excluir
  3. MMaria, estamos todos torcendo por você, viu!? É isso aí, corre atrás, sempre pesquisa muito sobre tudo o que tá aocntecendo na FIV e façam a parte de vocês! Esse probleminha com as NK vai passar!
    Beijos,
    Rita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Rita!
      Esse probleminha me tirou 1 noite de sono... Mas depois da consulta, fiquei mais tranquila e confiante. Vamos ter fé, não é mesmo!
      Ontem, estive no seu cantinho... Muito bom ver que está tudo certo por aí tb!
      Obrigada pela torcida!!!

      Bjosssss

      Excluir
  4. vai dar tudo certo.... logo logo.... na torcida!!!

    ResponderExcluir