Pesquisar nas cartas

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Se7e

Entrei (meio atrasada) na brincadeira da TAG Sete.
Pelo que entendi, é uma lista de sete coisas que você mais gosta de fazer e/ou que definem como você é...

1. DIY

Do it Yourself 
Adoro! Principalmente quando se refere a decorar e organizar a casa. Quando vejo alguma coisa interessante, nesse sentido, primeiro vejo se consigo fazer sozinha, só depois (caso não consiga) procuro quem faça pra mim. Aqui em casa tem parede pintada por mim, quadros, painel de papel numa parede inteira da sala. Esse deu trabalho e marido teve que me ajudar! Já instalei papel de parede tb! Os armários do nosso closet foram feitos por nós! Fiz o projeto e marido deu uma de marceneiro. Ficou simples e barato! 

2. Ficar em casa com marido

Não foi sempre assim. Na época do namoro, nós saíamos muito. Acho que só sobrava a segunda-feira mesmo... rs... Mas depois do casamento ficamos muito caseiros, e quando resolvemos sair é pra um jantar com amigos ou cineminha... A última vez que fomos numa festa quase me acabei de dançar, mas não suporto ir pra Boite (aquele bate estaca não me seduz mais)... Falando nisso, essa é a minha segunda paixão...

3. Dançar

Quando eu era solteira (só conheci meu marido aos 22 anos de idade) e baladeira, eu e as amigas nos arrumávamos na minha casa pra sair. Eu colocava música e a festa já começava lá em casa mesmo. Eu me vestia dançando... Imaginem a cena! Era uma farra só! Minha mãe adorava! Até hoje ela faz isso, sempre que está aqui em casa, ela fica no meu quarto, conversando, opinando sobre tudo... Roupa, maquiagem, sapato... Minha mãe é muito coruja! Tira foto e manda pras minhas tias... ahahaha Morro de rir com ela!
Adoro fazer qualquer atividade ouvindo música AND dançando!!!  Impolgo tanto, às vezes, que uma coisa que era pra fazer em 15 minutos (como lavar a louça do jantar) acaba demorando uns 40 minutos porque se passar uma música boa, eu paro e começo a dançar...É isso mesmo! Sozinha na cozinha! :D Se marido estiver comigo, ele dança também! Tem essa de ficar olhando não...

4. Ouvir música

Essa mania é irmã da anterior: dançar! Uma coisa tá ligada à outra!
Embora, em algumas ocasiões eu tenha chorado ao ouvir algumas músicas... Eu sou o tipo de pessoa que põe trilha sonora nas circunstâncias da vida, sabe?! Cada música tem um tempo de ser ouvida...
No momento, estou ouvindo de tudo um pouco. Até o Lepo Lepo eu tenho usado pra me fazer requebrar e esquecer do tratamento um pouquinho! Rir sempre é bom! Não compraria um CD dessa banda, mas se tocar no rádio, eu me remexo! kkkkkk

5. Ver filme

Em qualquer lugar. Em casa, no cinema, no avião, na chácara da minha vó, na casa dos meus pais (meu pai adora filme, principalmente da série 007). Já assisti filme até esperando vôo no aeroporto! 
Claro que os meus favoritos são os de romance, mas adoro um suspenso e filmes de guerra. Terror, nem pensar! Levo a sério e acho que os monstros vão se esconder embaixo da minha cama! ahahahaha
Meu filme favorito é TITANIC... Ai gente! Não faz essa cara de nojo! Gosto não se discute... Eu adoro a história, o enredo, os efeitos... E óbvio, Leo e Kate! Tenho até um post enorme do filme na minha sala!

6. Fotografia

Simplesmente amo! Ser fotografada e fotografar! Temos duas câmeras em casa, uma profissional e uma caseira, mas muito boa. Sempre que viajamos, usamos as duas ao mesmo tempo. Eu tiro fotos dele e ele as minhas. Acho muito legal as nossas diferentes percepções sobre os lugares que visitamos. O nosso problema era nunca ter impresso essas fotos. Sempre que algum amigo ou familiar queria ver, tínhamos que ligar o computador... Era um saco! Meus pais e meus sogros sempre reclamavam que queriam manusear as fotos, eles detestam ver pela tela... ahahaha
Por isso, estou me aventurando pelo mundo do scrapbooking. Apaixonei! Ontem, deixei pra revelar (ops imprimir) 800 fotos! Todas vão fazer parte dos muitos albúns que pretendo fazer nos próximos meses. Será uma terapia nesses tempos de ansiedade! 

7. Costurar

Essa é novidade! Ganhei uma máquina de costura do marido! Estou aprendendo ainda, passos lentos e curtos! Mas estou amando! Perco o maior tempão nos moldes e traquejo com a máquina. Mas os tutoriais do you tube estão aí pra isso! Melhor presente de todos os tempos! 

Foi até fácil (depois de 2 dias pensando) escrever sobre o que eu mais gosto de fazer... Além de mega divertido reunir essas atividades que me dão tanto prazer... Essa sou eu!

Obrigada pela indicação Blume! Adorei!

quarta-feira, 16 de abril de 2014

A vida é tão rara.

Não gosto de ficar longe daqui muito tempo...
Mas sabe aqueles dias que a gente simplesmente não tem vontade de falar (nesse caso escrever)?
Pois é, eu estava assim...
 
Nem sei dizer o que foi. Acho que nem aconteceu nada, deve ser esse o motivo...
 
Pela primeira vez, em toda a minha vida, vivi uma Quaresma plena.
Não é novidade pra ninguém que sou católica praticante desde que nasci. Embora, eu tenha me afastado um pouco da igreja entre a adolescência e os primeiros anos do meu casamento. Ainda que eu nunca tenha deixado de frequentar missas e fazer minhas orações, quando dava.
 
No último ano, nos voltamos intensamente para Deus e resgatamos muito da nossa religiosidade, em grande parte por causa da nossa infertilidade.
 
Sim! Faço parte da gigante massa de gente que se esquece de Deus em algum momento da vida e se lembra dele num momento de dor. Não me envergonho disso, afinal, o meu amor por Jesus sempre esteve aqui... Nossa Senhora também!
 
E depois dessa aproximação, que foi extremamente importante para seguirmos a vida, mesmo (e também por isso) sem ter a nossa graça alcançada, escolhi me fechar. Só um pouquinho! Para refletir sobre os propósitos de Deus na nossa vida.
 
Eu agradeço imensamente a Ele por ter me amparado, me iluminado nos últimos meses.
Toda essa história me transformou, mudou profundamente o meu jeito de viver a vida, a importância de SER e não de TER...
Passei a priorizar quem eu amava e perdoar que eu não amo muito, respeitar ainda mais as escolhas e decisões alheias.
E paciência? Gente, eu descobri que a calma e a tranquilidade são antídotos para qualquer mal!
 
Tenho pensado muito sobre o tempo... Principalmente depois do último post. Descobri que essa contagem não serve pra nada, a não ser nos trazer angústia e medo.
Eu, que venho dizendo tanto para Meu Senhor, que sei que o tempo de receber a benção é estipulado por Ele, peguei-me em franco desacordo com as orações...
Passei a pedir, sobretudo, que o meu filho venha. Não importa o tempo, não importa como... Eu só quero tê-lo em minha passagem por esta vida e completar a alegria de compartilhar o amor em uma família crente no amor que Cristo nos deixou.
 
Não tem um dia em que eu não chore! Por mais que apenas uma única lágrima escorra, por dentro eu grito por esse milagre. Não é um choro de desespero... Não, não é!
É um choro de saudade! Mas como? Saudade daquele que nunca tive?
Exatamente!
Sabe vontade, sabe desejo, sabe AMOR???
Então, eu tenho muito dentro de mim! E ele está direcionado para esse ser, que eu AINDA não tive o privilégio de gerar, de cuidar... Mas é todo dele!
 
Às vezes, eu paro naquele cômodo da casa, que tem dono, esse mesmo que ainda não está aqui e imagino seu choro, suas risadas, seu chilique, suas cambalhotas... Fico imaginado as paredes riscadas, o chão sujo de traquinagens artísticas. Mas as paredes estão lá, limpas e brancas, o chão reluz a limpeza de um lugar que não é utilizado, nem cortina tem. E eu engulo o choro novamente... Porque chorar só é permitido na hora do banho que é para o marido não ver... Ele se entristece também.
 
Estou caminhando. Sabe aquela escada? Eu continuo olhando pra ela.
Pegando impulso para avançar todos os degraus... Eu sei, será um por vez...
Estou me preparando pra pisar bem forte, com os dois pés, inteira... Só pra ter certeza que eu não vou retroceder!
 
É difícil? Super... Esperar sentada? Jamais!
 
Estou aprendendo muito! Cada dia mais!
 
Apesar do turbilhão de coisas nesse primeiro trimestre, sigo firme!
 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

1 ano

O dia 8 de abril de 2013 é um dia que eu teimo em lembrar... Eu sei, esse dia não foi legal! Não mesmo!
Já faz 1 ano desde o nosso primeiro tratamento. Que teve o seu fracasso constatado nesse dia. Era uma terça-feira. E eu já sabia que não tinha dado certo. A essa altura, já havia derramado litros de lágrimas por causa de uma Inseminação Intra Uterina que terminou antes do BetaHCG.
Eu menstruei 2 dias antes de colher meu sangue para o dia que eu pensava ser o mais feliz...
 
Tentei passar por ontem sem contar números, olhar datas, mexer num canto do coração que dói muito pela ausência de alguém... Alguém que nem sei quem é, que nem sei quando vai chegar...
Por obra de Deus, ontem foi um dia de orações (participamos de um grupo de oração na Paróquia que frequentamos aqui em Brasília, todas as Terças, à noite) e eu esqueci por um punhado de tempo que esse era uma dia de pesar... Pra mim, é claro.
 
Vocês podem pensar... Mas já fez tantos tratamentos, porque esse é tão doloroso?
 
Porque foi o primeiro e o começo da saga, foi o menos complexo e foi o que estávamos mais confiantes... Nem imaginávamos o que seriam os próximos meses... Não mesmo!
E ainda não acabou.

 
 
 

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Rapidinhas

Já tem 7 dias que o mês de abril começou e eu ainda não tinha vindo aqui... Falta grave!
Detesto prometer e falha na promessa!
Estava esperando ter um tempo pra escrever sobre os custos da FIV em São Paulo, além das informações financeiras mais exatas, as quais estão com marido... Quis fazer um post perfeitinho, sem deixar dúvidas, aguardei o momento certo e ele não veio... Não fiz nem uma coisa nem outra! Mas não desisti! Vai sair!
 
Falei pra vocês que eu estava cuidando da minha casa sozinha, apenas com a ajuda do marido... Pois bem, o tempo que sobrou usei pra resolver as tarefas domésticas de rotina.
Foi muito produtivo organizar a minha casa. Separei muita coisa que não queria mais ou não usava. Relembrei momentos importantes quando arrumei as fotografias que estão sem álbum. Fiquei vendo a minha história, as pessoas que já passaram por ela... Ai ai...
 
Tá, mas isso foi na quinta à noite! Na sexta de manhã tive uma crise de cistite e fui parar no PS!!!
Não postei sobre isso no IG (nem vou entrar em detalhes aqui) porque foi uma leve infecção e nos primeiros minutos após a medicação já estava quase zerada! Agora, estou bem.
 
Fiquei muito chateada com isso porque eu e marido estávamos programando uma viagem express para Goiânia. Foi o Chá de Bebê de uma amiga muito querida que fiz por aqui... A quem eu quero muito bem! Não deu pra ir mas passei o dia feliz por você, Carol! Já vi as fotos e ficou tudo lindo! Parabéns!
 
Ontem, descansei bastante e rezei muito para que essa semana seja muito abençoada!