Pesquisar nas cartas

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Os últimos meses

Quanto tempo, não?!

Hoje tenho uma história para contar. Sobre os últimos meses...

Meu último post foi sobre o dia das mães e eu tinha planejado fazer outro no dia dos pais - Sim, o sumiço foi proposital. Não foi possível e ao longo das linhas você entenderá porquê.

Em meados de maio, logo após o dia das mães, comecei a preparar o meu corpo para a minha 6.ª Fertilização In Vitro.
Foi uma época de muitas dúvidas, medo e resolvemos que dessa vez não contaríamos para ninguém. E assim fizemos. Passamos por todo aquele processo, já conhecido da gente. Acho que não preciso explicar... INDUÇÃO > CAPTAÇÃO > FERTILIZAÇÃO > DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO > TRANSFERÊNCIA.

Nós optamos por congelar apenas os embriões excedentes e transferir a fresco. Isso quer dizer que o tratamento todo durou por volta de 20 dias. Foram aspirados 10 folículos, fertilizados 8 e continuaram a se desenvolver 4... 
No 5º dia transferimos 2 blastocistos e ficaram 2 para serem congelados de 6 dias...
Infelizmente, eles pararam o desenvolvimento e não pudemos congelar esses dois que sobraram.

Minha transferência foi no dia 2 de junho e o BetaHCG marcado para o dia 12 de junho...
Foram dias de muita tranquilidade, bem diferente das outras FIV's! Estávamos seguros e eu, pela primeira vez sentia que estava dando certo. O sonho estava se realizando!

O dia 12 é um dia bem significativo pra mim, vocês sabem... Dia de Nossa Senhora! Não tinha data melhor para fazer o Beta.

O dia tão esperado chegou e fomos ao laboratório meio tensos mas com aquela esperança gostosa no coração.

Às 15h desse mesmo dia recebemos a notícia mais aguardada e emocionante dos últimos anos!

Sim, meu filho estava lá! O Beta não foi dos maiores... Mas era o meu positivo!!!
Quanta felicidade, quanta alegria!
Jamais esquecerei aquele dia! Jamais!

Eu havia prometido a Nossa Senhora que se engravidasse dessa FIV, só contaríamos para a família e amigos próximos depois das 12 semanas... Já adianto que foi extremamente difícil concluir essa missão... Quase impossível! Descobrimos que tem muita gente que ora por nossa felicidade em silêncio.

Ao longo das primeiras semanas tive alguns episódios de sangramento e um dia fui parar num pronto socorro por causa disso... Em todos os episódios, nosso filho estava lá se desenvolvendo e com o coração batendo forte!

Perto de completarmos 12 semanas, foi aniversário de meu maridone e escolhemos essa data para contar para nossa família... Gente, foi um dia muito muito muito feliz! Foi muito chororô, muitos gritinhos e mãos na minha barriga (achei que iria repelir esse tipo de carinho, mas adorei), muita gente feliz com nossa felicidade!

Na semana seguinte foi nossa primeira morfológica. 
Aqueles episódios de borra escura insistiam em me assombrar, mas os exames e ecografias mostravam que nosso filho tinha saúde e estava bem.

Chegamos cedo ao consultório e o nosso médico brincou conosco, falou que seria um exame tranquilo, nos explicou para que serve essa ecografia morfológica, falou de futebol com maridone e pediu para eu deitar na maca de exame...

Esse foi o último exame que fizemos...

Nessa hora descobrimos que nosso filho estava quietinho, sem se mexer, sem batimentos. Sem vida.

Esse foi nosso último dia de felicidade.

Aconteceu há 2 semanas, a três dias do dia dos pais.

Eu queria muito ter vindo aqui e falar o quanto esse dia dos pais foi especial e cheio de alegria... Mas não foi.

Sem revolta, sem mágoas... Apenas fazendo uma constatação...

Esse dia dos pais conseguiu ser pior do que o dia das mães.

Estou aqui escrevendo isso e com meu coração apertadinho... Precisava dividir com as minhas leitoras que não me acompanham no instagram (contei por lá esses dias) tudo o que nos aconteceu.

A fase de desespero passou, restou agora muita tristeza e um pedido enorme a Deus para iluminar nosso caminho.

Post pesado, mas eu tinha que contar...

P.S.: Mudei o layout e coloquei umas flores para ver se a vibe melhora... E essa da foto, sou eu.

Volto quando estiver melhor!

19 comentários:

  1. Que Deus conforte o coração de vocês.... e estaremos orando por sua familia... Ele vai te honrar com a promessa de ser mãe.... Conte com a gente... Bjss

    http://vidadeumamaedeprimeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katia, obrigada pelo carinho.
      Acredito muito que Deus vai me presentear com um filho em breve!
      Bjo

      Excluir
  2. Força e fé em Deus, ele te prepara o melhor!!! Grande beijo no coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ni,
      Obrigada pela força!
      Que assim seja!
      Bjos

      Excluir
  3. Muita força querida!!! Eu passei por tudo isso no ano passado e sei bem o quanto é doloroso. Lamento muito que o mesmo tenha acontecido com vc! Que o Senhor conforte o teu coração e faça o teu ventre florescer mais uma vez!!! Bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio, Ly!
      Confio imensamente nos planos de Deus!
      Ele fará milagres em mim sim!
      Bjos

      Excluir
  4. Minha querida, eu não tenho nada para dizer que possa amenizar esta dor. Só tenho certeza que você merece e vai ser mãe. Muita força e um abraço bem apertado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Romana... obrigada, viu?!
      Que os anjos digam amém!
      Bjosss

      Excluir
  5. Que Deus te abençoe e de bastante força!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. muita força... não tenho vindo frequente ao blog, mas sempre que posso tento acompanhar. Sei que essa trajetória não é das mais fáceis, mas não desista do seu sonho. Fico aqui sempre na torcida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janete, querida... obrigada pela força!
      Não vou desistir!
      Bjos e força pra ti tb!

      Excluir
  7. Força que tudo dará certo!
    O caminho pode ser árduo mas a chegada será de muita luz!
    Sinto muito pela perda.
    Deus te abençoe.
    Na torcida por vocês!!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jess, obrigada pelas palavras!
      Meu coração se enche de paz com tanto carinho!
      Bjão

      Excluir
  8. MMaria, pensei em voce nesse tempo de sumiço! Não imaginei que tenha passado tamanha alegria e tristeza em seguida! Sinto muito mesmo! Porem tenho certeza que ainda tera seu bebe em seus bracos! Mesmo! Guarde a lembrança desse filho no coracao. Uma historia ainda mais linda esta por vir. Abracos! Blume

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blume, obrigada pela lembrança e pelo carinho!
      Bjo grande

      Excluir
  9. MMaria, ano passado, no dia 6 de agosto, perdi meu Joao Vicente com 21 semanas de gestacao.
    Foi tambem na vespera do dias dos pais. Foi tambem depois de alguns anos e tratamentos pra engravidar, mas nao foi apos uma FIV.
    Naquela epoca (nao lembro quanto tempo depois da minha perda) lembro de ter lido a tua postagem sobre como ser feliz sem filhos. Isso me ajudou muito.
    Agora estava navegando no computador e vi na barra de favoritos o teu blog.
    Estou com um nó na garganta por ti, sinto muito, de verdade.
    Eu acho que toda essa luta pra ser mae, e muito mais a perda de um bebe, servem como um renascimento pra nos.
    Eu sinto que morri no dia que perdi meu filho. E fui renascendo aos poucos nesses meses que se passaram. Ainda sou um bebe, talvez eu esteja agora engatinhando rumo ao "andar pra frente na minha vida".
    Estou tambem indo pra minha segunda FIV depois da perda. Espero, do fundo do coracao, que minha caminhada para ser mae esteja no fim, porque nao sei por quanto tempo vou aguentar.
    Aceite a ajuda dos outros, aceite tratamento, isso tudo ajuda!
    Boa sorte, vou continuar acompanhando!
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula, quem ficou com nó na garganta agora fui eu...
      Toda perda é dolorosa e difícil de superar.
      Confesso que estou surpresa com o meu estado emocional... Pensei que morreria, que não aguentaria... Mas a gente acaba descobrindo força não sei como e segue, e luta, e olha pra frente. Talvez seja o apoio incondicional da família, a minha espiritualidade ou a vontade absurda de formar a minha família ou a minha espiritualidade que nunca ficou arranhada ou tudo junto. Graças a Deus, a passos lentos e pequenos, vou seguindo e continuo construindo pontes.
      Desejo de todo meu ser que essa próxima FIV seja a ponte de encontro entre vc e seu filho! E será!
      Volte para me contar do positivo, ficarei muito feliz!
      Confia e vai em frente!
      Bjo

      Excluir
  10. Oi MMaria,

    Nossa! quanto tempo não passo do seu blog... montei o meu para trocar experiencia e vi o seu nos meus favoritos.
    Fiquei triste com o que aconteceu, mas de verdade se apegue em Deus que tudo dará certo.
    Ele é o maior e sabe a hora certa de tudo...
    Você já leu o livro o segredo? eu amei... acho que te ajudará em uma hora tão difícil como essa. Não desista!

    Um beijo,

    ResponderExcluir